Virou moda falar dos falsos profetas, mas e a carne, quando é que vamos crucificá-la?


Virou moda criticar o sistema religioso, os pastores da prosperidade, os falsos profetas, os templos, e tudo mais hoje em dia, mas não é moda ninguém criticar os pecados da sua própria carne. O sistema religioso é mais amplo do que parece, ele é tudo que favorece a carne, a religião carnal é a falsa religião, um falso culto, uma falsa adoração. Ele é idolatria e feitiçaria. Por exemplo: O pecado sempre será pecado, dentro ou fora de uma "igreja" pecado é pecado. Por isso que não é só sair de uma "igreja" em apostasia, mas seguir a Cristo. Os que seguem a Jesus por consequência se tornarão mais e mais semelhantes a Ele, tanto nos sofrimentos, quanto nas consolações, quanto no caráter, mas os seguidores de uma mera religião sempre serão carnais. Exemplo: Seguir um sistema religioso te deixará arrogante, isso é um fato, e quantas pessoas hoje em dia que não há se vangloriando de terem saído da "igreja" quando na verdade continuam assentadas sobre a sua própria soberba?

São muitas que acham que sabem muita coisa só porque descobriram meia dúzia de pecados da "igreja".

Mas veja bem, a arrogância, vaidade, mentira, inveja, prostituição, todas estas coisas não são coisas de dentro da "igreja", elas são de dentro do coração do homem, e há muitos que pensam que basta sair de uma igreja, mudar o local onde se reúnem, ou parar de se reunir e pronto, já podem sair por ai se achando melhores e mais santos, e mais iluminados, e mais despertados do que os que ainda estão dentro da "igreja". Mas não é mudar de "igreja" que o Senhor está pedindo, não é mudar a congregação, é mudar o coração, e para isso, você vai precisar receber o Espírito Santo, Aquele que opera a morte da nossa carne.

O resistir a mortificação da carne é a razão pela qual os cristãos atuais são tão fracos e tem tão pouca compreensão e prática de vida com Deus. Deitar a língua em falsos profetas pela internet é tarefa muito fácil, os bêbados o fazem na mesa do bar. Mas crucificar a própria carne, deixar este mundo, tomar a sua cruz, negar-se a si mesmo, renunciar a si mesmo, morrer com Cristo, santificação, não tocar nada imundo, estas palavras e a prática delas andam fora de moda nestes dias modernos. Estão fora de moda infelizmente tanto dentro quanto fora da igreja. As vezes nem com um dedo ninguém quer nem tocar nestas palavras. Eu vejo pessoas fora da "igreja", se gloriando que não são mais seguidoras de falsos profetas, se gloriando que só seguem a Deus e não ao homem, se gloriando dizendo que Jesus Cristo é o Seu Único Pastor, se gloriando dizendo que saíram do sistema religioso, porém miseravelmente ainda apresentado frutos de um legítimo filho de Babel. 

Não importa o quanto você diga que Jesus é o Teu Pastor, se você não apresentar fruto de arrependimento será arguido como mentiroso diante do Trono de Deus nos céus. Pessoas arrogantes, impacientes, desprezadoras do próximo, odiadoras, briguentas, impacientes, iradas, com uma boca suja, são também zombadores, presunçosos, amantes deste mundo, carnais, pessoas altivas, prontas para falar mas tardias para ouvir, não sabem escutar. Alguns estão se achando no direito de desprezar os que estão dentro da "igreja", e no dever de despertá-los, chamando-os para um despertamento que eles mesmos tão pouco estão experimentando. Alguns há que se antes achavam que bastava frequentar a igreja e tudo estava bem, agora acham que basta parar de frequentar e se reunir num lar, e etc, que também acham que tudo está bem só por este fato.

Saíram de um engano para outro, de um extremo para outro extremo, mas ainda não encontraram perfeitamente ao Senhor. Os que são de Cristo Jesus, estes são os que crucificaram a sua carne com as suas concupiscências. Ora, se os seguidores do Senhor vivem em espírito também devem andar no Espírito. A verdadeira adoração é espiritual, não é carnal. Ah se todos que saíram de uma 'igreja' apresentassem o mesmo zelo com que expõe os falsos ensinos da prosperidade no combate aos maus desejos da sua própria carne! Ah se cada um de nós assim procedesse furiosamente contra nossos próprios pecados! Ah se o mesmo zelo com que criticam os "templos feitos por mãos de homens" fosse usado para combater contra o mal que há no templo do seu próprio coração! Ah se fosse assim! Mas quando somos capazes de ver claramente os pecados dos outros, enquanto ignoramos os nossos, o Senhor Jesus chama isso de cegueira espiritual e é indício de que há alguma queda em nossa vida com Deus, em nossa comunhão com o Senhor Jesus. O Espírito Santo nos convence de todo o pecado, inclusive o nosso próprio pecado.

É por isso que podemos dizer, está faltando humildade, está faltando Jesus.

Lembre que imediatamente Adão e Eva caíram da sua comunhão com Deus começaram a se acusar mutuamente e colocar a culpa um no outro, eles já não eram mais capazes de reconhecer a sua própria culpa e nem de se arrepender. Estavam cegos espiritualmente, lutando para ver quem era o menos errado, e hoje acontece a mesma coisa, as pessoas e igrejas estão culpando umas as outras mas poucas estão se arrependendo. Quando eu vejo as pessoas hoje em dia saindo das igrejas e então colocando toda a culpa nos pastores e nas igrejas, posso detectar o mesmo tipo de cegueira espiritual. Eu posso ver que eles estão rejeitando a cruz. Eu posso ver que eles não querem o Espírito Santo e mesmo assim ainda se acham "profetas dos últimos tempos" acordando os que dormem e abrindo os olhos aos cegos pelo sistema religioso.

Saiba que você pode dar quantos pratos de comida quiser para os moradores de rua, ainda assim terá que nascer de novo se quiser entrar no reino de Deus.

Não é porque você deu a sua jaqueta para aquele homem, e repartiu o seu pão com os famintos, que isso significa que você tem permissão para chafurdar em todos os mesmos pecados deste mundo sem problema algum.

Os que são de Cristo lutam contra o pecado. Ao receber o Senhor e continuar andando com Ele há progressos sendo feitos na caminhada, e o seu coração não amará mais a este mundo. João disse que se alguém ama o mundo o amor do Pai não está nele. E como precisamos deste amor, que nos crucifica para este mundo e crucifica este mundo para nós. Que nos mata para este mundo para vivermos para Deus. Que mata o amor por este mundo pela raiz, em nosso coração.

O verdadeiro povo de Deus, aquele povo pobre e humilde, que treme das palavras do Senhor, estes vão compreender. Os sábios compreenderão, mas nenhum dos ímpios compreenderá. Pois há ímpios entre o povo de Deus, tanto dentro quanto fora da "igreja". O verdadeiro povo de Deus sairá de Babilônia, assim como no passado, saiu do Egito. O povo espiritual do Senhor será um povo semelhante ao Senhor, com fruto do Espírito, será um vaso novo nas mãos do Senhor, um vaso para honra. Este é um povo que se arrepende, coração amolecido pela Unção do Espírito Santo, sensível a Deus. Um povo que não é apenas um repetidor mecânico das palavras de Deus, mas um povo que compreende e vive, e anda humildemente com o seu Deus.

Por isso eu digo que o sistema religioso vai muito além das "4 paredes duma igreja", é muito mais do que o nome de uma denominação, este sistema ele está enraizado no coração do homem, e há um espírito que o controla neste mundo, um espírito de rebelião contra Deus e contra o Seu Ungido, Jesus Cristo, o Salvador. Enquanto você não for liberto no seu coração, através do conhecimento (união) com a verdade, continuará sendo um escravo do pecado. Há poder no sangue de Jesus, mas você precisa retornar para o evangelho primitivo do sangue e da cruz do Senhor Jesus, onde se anuncia Cristo, se vive Cristo, se ama Cristo, se morre Cristo.

Não fique somente a dizer "eu estou livre do sistema religioso", mas produza frutos dignos de arrependimento. O machado do Senhor está a raiz de todas as árvores, e aquela que não der bom fruto será cortada e lançada no fogo. Não fique confortável só porque você saiu da igreja, mas certifique-se de que de fato há união entre você e o Senhor. Sem unir-se a Cristo, não tem como produzir frutos de justiça.

"De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados." Lamentações 3:39

"...de Mim é achado o teu fruto." Oséias 14:8

"Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor, E envie ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado." Atos 3:19,20

Não há nenhum quarto para a carne e o sangue no reino dos céus, vamos ser humildes e nos humilhar debaixo da potente mão de Deus.

Ele tem poder para nos salvar!

Dentro ou fora da "igreja", há uma necessidade enorme de arrependimento nos cristãos hoje em dia, por causa da nossa eternidade.

Somos realmente um povo que se parece com o Senhor?

Se não somos, deveríamos ter vergonha, pois podemos ser.

De minha parte apenas digo para Deus, eu me arrependo.

Shalom

Anderson

Arrepende-te Brasil
Share on Google Plus

Sobre o site ArrependeteBrasil

Arrepende-te Brasil: Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, levar um povo a consciência e atitude de preparação individual para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.